September 24, 2021
  • 10:13 am Bank of Ireland sees losses surge
  • 10:13 am Retail sales up faster than forecast
  • 10:12 am Investors attack Mecom
  • 10:12 am Hedge funds lost out in August after stocks fell
  • 10:10 am Diageo says Europe is weak

first_imgNao deve surpreender ninguem saber que o pais que inventou a discagem por tom e que dispoe das melhores telecomunicaçoes do mundo.As telecomunicaçoes sao um dos sectores que mais tem crescido na economia sul africana, reflectindo um crescimento rapido do telemovel no pais. O sector das telecomunicaçoes, juntamente com o dos transportes e armazenagem, representa quase 10% do PIB (Produto Interno Bruto).Com uma rede 99,9% digital e que inclui a ultima versao de comunicaçao por linha fixa, sem fio e por satelite, o pais tem a rede de telecomunicaçoes mais desenvolvida em toda a África.O monopolio da linha fixa da Telkom, uma empresa registada em bolsa cuja maioria do capital pertence ao Estado, expirou com a licença concedida a Neotel, como segundo maior operador nacional. A Neotel esta licenciada para fornecer toda a gama de serviços de telecomunicaçoes, a excepçao da mobilidade total.O boom do telemovel na África do SulA África do Sul e o quarto mercado mundial que mais cresce no campo das comunicaçoes. Os tres operadores de rede celular do pais – a Vodacom, a MTN e a Cell C – fornecem sistemas de telecomunicaçao a mais de 39 milhoes de assinantes ou quase 80% da populaçao.A introduçao de uma certa portabilidade e a chegada em 2006 do Virgin Mobile, um fornecedor de serviços de rede virtual a operar em conjunto com a Cell C, tem contribuido para o mercado da concorrencia no sector.As empresas de telemovel sul africanas estao a fazer grandes progressos em África e no Medio Oriente, com a MTN a liderar com mais de 20 operaçoes nestes mercados emergentes.No pais, algumas das principais marcas, como a Siemens, a Alcatel, a SBC Communications, a Telecom Malaysia e a Vodafone, fizeram enormes investimentos na industria local.Acesso a banda larga e os inerentes custosO melhor acesso a banda larga, a ADSL e ao 3G tem disparado nas ligaçoes Internet, com o numero de navegadores na Internet a aumentar 121% em apenas dois anos, de 1,8 milhoes em Maio de 2005 para 3,8 milhoes em Maio de 2007, segundo pesquisa da firma Nielsen/NetRatings.A banda larga, no entanto, continua de acesso relativamente limitado e caro na África do Sul, entravando a taxa de crescimento economico. Mas o Governo compremeteu-se a melhorar a acessibilidade e a baixar os custos.Para isso, o Governo aprovou leis no inicio de 2008, a fim de permitir a formaçao da Infraco, uma nova empresa do estado que fornecera capacidade de transmissao por banda larga atraves de cabos de fibra optica a outros operadores no pais.O papel da Infraco completara o do fornecedor estatal de sinais Sentech, que fornece ligaçao a Internet – com enfase no sector publico – atraves de sistemas sem fio em vez dos cabos de fibra optica.Entretanto, as cidades maiores como a Cidade do Cabo, Durban, Joanesburgo e Pretoria lançaram iniciativas publicas e privadas para formarem as suas proprias redes de banda larga, de modo a fornecer aos seus habitantes serviços de voz e transmissao de dados mais economicos.E em Setembro de 2007, a MTN anunciou que se juntaria a outros operadores para construir uma rede de fibra optica de 5.000 km nos principais centros do pais, a fim de dar resposta a procura cada vez maior de banda larga por parte dos seus clientes.Estao a ser estudados novos projectos para colocaçao de cabos fibro-opticos submarinos ao longo das costas oriental e ocidental de África acelerar as ligaçoes entre o continente africano e o resto do mundo.Este artigo foi actualizado em: Setembro de 2008Reporter infoSA. Fontes (websites em lingua inglesa):Standard Bank: Economic Profile: South AfricaTelkomCell CMTNNeotelBusiness DayBusiness ReportITWeblast_img

admin

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT